Área do aluno

Esqueci minha senha!

Notícias

Você está localizado em: Home » Notícias » GERENCIAMENTO DE CARGAS DE TRABALHO NO TÊNIS PARA MINIMIZAR O RISCO DE LESÕES
GERENCIAMENTO DE CARGAS DE TRABALHO NO TÊNIS PARA MINIMIZAR O RISCO DE LESÕES
Autor: Rogério Liporaci
Postado em: 07/06/2017 às 17:00

A literatura tem difundido atualmente a ideia de se avaliar as cargas agudas e crônicas impostas aos atletas. Carga aguda relacionada com a quantidade de trabalho imposto em treinos realizados na semana corrente (ou seja, por ser em "tempo real", a semana em que o atleta se encontra, o mesmo ainda não absorveu totalmente por seu substrato os ganhos impostos).

 

Carga crônica é definida como a média das cargas que FORAM IMPOSTAS (no passado) nas últimas 4 semanas e sendo assim, já incorporadas aos substrato físico do atleta e se nenhuma lesão ou inflexão em suas capacidades foi observada, se transformou em parte de sua aptidão.


A relação entre carga aguda/carga crônica define que, quanto mais próximo ou menor que 1 for esta fração, a equação caminha à favor da aptidão física. Quanto mais alta for o resultado desta relação (numerador maior, ou seja, maior carga aguda), mais destoado da aptidão física prévia estamos submetendo este atleta, e o risco de lesão aumenta.

 

Mas: não é com a sobrecarga que geramos o incremento das capacidades: SIM!!!

 

Curso Palmilhas- Abordagem Biomecânica

[CLIQUE AQUI PARA ACESSAR TODAS AS INFORMAÇÕES DO CURSO]

 

E esta é a beleza de se estudar o rastreamento dos padrões de risco de lesão! É importante incrementar as cargas, TODAVIA, de maneira evolutiva e gradual, sem picos de carga aguda, o que pode ao invés de preparar o atleta, levá-lo à lesão.
Dentre algumas medidas que podemos utilizar para monitorar estas cargas para tenistas, a literatura destaca o uso da "classificação da percepção do esforço".

 

Estudos apontam que jogadores de tênis avaliados em suas cargas de treinamento semanais estas estavam claramente refletidas nas cargas internas utilizando-se medidas de esforço percebido, o que se mostra uma ferramenta simples, facilmente compreensível e aplicável para se monitorar e periodizar as cargas impostas principalmente em jovens tenistas e evitar apontar a equação para a lesão em detrimento da aptidão.

 

FONTE: Rogério Liporaci

Confira nossos cursos online e assista a trechos de todos os cursos gratuitamente.

Redes sociais:

Rua Henrique Lupo, 522 - Vila Harmonia
CEP: 14802-440) - Araraquara - SP
(16) 3463-1043
2015 / 2018 - www.institutocefisa.com.br - Todos os direitos reservados.